CIMVI participa de 1º Seminário de Gestão Pública e Políticas Climáticas

Inspiração e busca por conhecimento
9 de novembro de 2021
Vereadores de Benedito Novo conhecem Parque Girassol
11 de novembro de 2021

A Energie Agentur Blumenau (EAB), em parceria com o Consórcio Intermunicipal do Médio Vale do Itajaí (CIMVI), realizou o primeiro Seminário de Gestão Pública e Políticas Climáticas voltado para gestores dos setores públicos da região.

O seminário aconteceu no dia 05 de novembro, através da plataforma Google Meet e teve como palestrantes o diretor executivo da Energie Agentur Blumenau, Marcelo Schrubbe; o diretor executivo do CIMVI, Fernando Tomaselli; o geólogo, mestre em Geografia, doutor em Engenharia Civil e pesquisador na área das mudanças climáticas, Juarês José Aumond e o doutorando em Alterações Climáticas e Políticas de Desenvolvimento Sustentável (UNL), Felipe Augusto H. D. de Oliveira.

A importância da gestão dos serviços públicos

O seminário teve quatro abordagens referente ao tema.

O assunto “Percepção legal e viabilidade de implantação” foi abordado pelo diretor executivo do CIMVI, Fernando Tomaselli, que falou sobre a importância da força intermunicipal para a melhoria da gestão dos serviços públicos e aplicação de novos projetos, bem como a importância da utilização do sistema solar fotovoltaico inserido no setor público.

Outro tema abordado foi “Energie Agentur no Brasil e no exterior: o que podemos oferecer agora e no futuro”, momento no qual o diretor da EAB, Marcelo Schrubbe, relatou sobre a importância das parcerias entre os municípios e reforçou o valor da parceria EAB e CIMVI, fortalecendo ações sustentáveis na região.

“O movimento “50 Parcerias em Favor do Clima” se reúne para fortalecer ações sustentáveis, como incentivar a utilização da matriz energética limpa que o Brasil possui naturalmente através da força do sol. O objetivo é tornar a região uma referência na utilização de energia fotovoltaica, reforçando aqui a importância das prefeituras serem multiplicadoras na utilização do sistema de energia solar”, destacou Schrubbe.

Mudanças climáticas e seus impactos na sociedade

Em seguida o professor e doutor, Juarês J. Aumond, falou sobre “A singularidade das mudanças climáticas atuais e a questão das matrizes energéticas mundiais e do Brasil”.

“O combate das mudanças climáticas passa pela mudança da matriz energética mundial. Há vários dados científicos comprovando a urgência da transição para utilização de energias limpas, como evitar o desperdício, reciclar os resíduos, restaurar áreas degradas, proteger a biodiversidade. Estas ações irão ajudar a proteger a humanidade. Não podemos mais deixar para a amanhã”, alertou.

Ele também destacou que, junto ao CIMVI, estão sendo realizados processos valiosos de conscientização em relação à sustentabilidade na região.

“Há urgência nas ações para um planeta habitável. Caso a metas de redução de gases de efeito estufa não sejam alcançadas, a temperatura do planeta pode elevar em até 2°C, o que influenciará negativamente nos setores econômico, ambiental e social, causando danos irreversíveis”, complementou Aumond.

União de forças por um mundo melhor para todos

O quarto tema, “Parcerias e Cases de Sucesso”, foi abordado pelo palestrante Felipe Augusto H. D. de Oliveira, que contextualizou sobre o uso de energias ao decorrer da história, mostrando dados sobre as emissões de gases de efeito estufa e da importância da transição energética na atualidade para a sustentabilidade planetária.

Todo o seminário foi mediado pela secretária executiva da EAB, Mariléia Selonke, que agradeceu o apoio dos Grupos Intersetoriais de Educação Ambiental (GIEAs) dos municípios consorciados.