Oficina Pet 24 e 25 de Abril
7 de maio de 2018
29 de maio de 2018

COMITIVA CIMVI – ALEMANHA/ITÁLIA

            Uma comitiva do Consórcio Intermunicipal do Médio Vale do Itajaí (CIMVI), formada pelos prefeitos de Timbó (Jorge Augusto Krüger), Rodeio (Paulo Roberto Weiss), Benedito Novo (Jean Michel Grundmann) e atual presidente da AMMVI, Botuverá (José Luiz Colombi), Guabiruba (Matias Kohler) e atual presidente do CISAMVI, vice-prefeito de Rio dos Cedros (Jorge Luiz Stolf) e Diretor Executivo do CIMVI (Fernando Tomaselli) estiveram entre os dias 11 e 20 deste mês de maio participando de MISSÃO TÉCNICA em eventos específicos nas áreas de Saneamento e meio Ambiente na Alemanha e Administrativos na Itália.

            Num total de seis (06) agendas programadas, iniciando pela participação do IFAT- 2018 em Munique na Alemanha, a feira apresenta novas soluções e estratégias na utilização de recursos em ciclos inteligentes na gestão de água, esgoto, resíduos e matérias-primas para assegurar que sejam preservadas a longo prazo.  Com mais de 3200 empresas participantes, os expositores da principal feira mundial desenvolvem tecnologias inovadoras para melhorar os processos de produção e ajudar a fazer um uso mais eficiente das matérias-primas. Nesse sentido, com parcerias sendo consolidadas para o novo modelo de gestão de resíduos em implantação no atual aterro consorciado conforme prevê a Política Nacional de Resíduos Sólidos, no intuito de diminuição significativa do volume de disposição final inclusive com aproveitamento energético dos mesmos por meio das tecnologias de pirólise e biometanização, definindo-se com maior acertividade o melhor modelo sustentável e compromissado com o meio ambiente a ser implementado nos próximos dois anos.

A segunda agenda, se deu em Balingen-Alemanha para conhecimento do Sistema integrado de Tratamento de Efluentes, município de cerca de 40 mil habitantes, experiência que se aproxima da média real dos 14 municípios consorciados ao Cimvi, que de maneira muito eficaz aproveita os resíduos da Estação de Tratamento de Efluentes (esgoto doméstico) com geração de energia elétrica por meio de biodigestor na própria unidade.

        

            Na agenda seguinte em Grosselfinger-Alemanha, aconteceu a visitação de um modelo consorciado de Resíduos sólidos, envolvendo coleta e triagem de resíduos domésticos e de grandes geradores envolvendo sistemas de ecopontos, que também estão sendo implementados durante esse ano ainda na maioria dos municípios ligados ao Cimvi. Experiência interessante, de modo conteinerizada e regionalizada, otimizando e padronizando o sistema nos municípios atendidos, facilitando a compreensão e participação da população atendida, com roteiros e pontos estratégicos bem formatados em calendário comum entre os municípios atendidos.

       

            Em rápida passagem pela Itália, as agendas focaram-se nas Províncias de Trento e de Bérgamo com formalizações de parcerias oficiais consolidadas ou reafirmadas como ‘municípios-irmãos’ de municípios do CIMVI. A primeira agenda formalizou a parceria cultural-técnico-administrativa entre os municípios de Rodeio-SC e Fornace-TN com assinatura dos termos próprios e inauguração de praça em alusão ao fato histórico com assinaturas do Prefeito Paulo Roberto Weiss e o síndaco (prefeito) Mauto Stenico.

  

Na segunda agenda, reafimou-se parceria já consolidada com o comune (município) de Albinao-TN e o município de Rio dos Cedros-SC em visita do vice-prefeito Jorge Luiz Stolf e síndaco Erna Pisetta. Nestes municípios foram realizadas visitas as cavas de Pórfido (considerados os melhores do mundo), importante fonte de receitas local.

     

Também foi consolidada nova parceria oficial na Província de Bérgamo entre os municípios de Botuverá-SC e Caravággio-BM assinadas pelo prefeito José Luiz Colombi e Síndaco Claudio Bolandrini, cidade essa onde fica o Santuário de Nossa Senhora de Caravággio e também onde viveram os pais e parte da infância de Michelangelo.

          

Publicação em jornais de Trento e Bérgamo:

    

            O CIMVI, está prestes a completar 20 anos e caracteriza-se hoje como MULTIFINALITÁRIO, composto por 14 municípios, sendo eles: ASCURRA, APIÚNA, BENEDITO NOVO, BOTUVERÁ, DOUTOR PEDRINHO, GASPAR, GUABIRUBA, INDAIAL, LUIZ ALVES, MASSARANDUBA, POMERODE, RIO DOS CEDROS, RODEIO, TIMBÓ.

            São prestados atualmente os principais serviços:

– TURISMO – CULTURA – ESPORTES (adesão de 13 dos 14 municípios, exceção de Massaranduba), como por exemplo a elaboração e manutenção de todos os circuitos do cicloturismo (em parceria com a Associação Vale das Águas) e diversos eventos promovidos nos municípios aderentes;

– Serviço de LICENCIAMENTO AMBIENTAL para atendimento dos empreendedores em todos os níveis de impacto local, em substituição a FATMA (adesão de 12 municípios, exceções de Gaspar e Guabiruba), implementado desde julho de 2017;

– Serviço de ACOLHIMENTO INSTITUCIONAL, Casa constituída no município de Rio dos Cedros, atendendo as crianças e jovens dos municípios da Comarca de Timbó –  Benedito Novo, Doutor Pedrinho, Rio dos Cedros e Timbó;

– Serviço de RESÍDUOS SÓLIDOS (adesão de 12 municípios, exceto Gaspar e Guabiruba), que efetivamente trata da Disposição Final de resíduos domiciliares, mas que está implementando também serviço compartilhado de triagem para 2018 e aproveitamento energético para 2019, também serviço de transbordo e transporte para os municípios mais distantes, e futuro serviço de coleta consorciada aos municípios interessados.

–  Serviço de COMPRAS COMPARTILHADAS, sendo este serviço por demanda de municípios interessados, com a finalidade de diminuir custos devido escala e volume das aquisições, além da otimização dos serviços.

            O CIMVI vem se consolidando como um importante instrumento de Gestão Pública Compartilhada, com visão de médio e longo prazo, rompendo os limitadores do modelo eleitoral nacional, isentando-se de siglas ou interesses partidários, integralizando modelos regionalizados em conformidade como os princípios universais da boa administração pública, prestando assim contas de seus atos de forma responsável e transparente a quem o deve: aos cidadãos que o formam.