O CIMVI

Linha do Tempo

  • 1998


    Os municípios de Benedito Novo, Doutor Pedrinho, Rio dos Cedros, Rodeio e Timbó se unem e criam o Consórcio Intermunicipal da Bacia Hidrográfica do Rio Benedito, com o objetivo de promover a gestão consorciada de atividades ligadas a recursos ambientais;
  • 2003


    Ascurra, Apiúna, Indaial e Pomerode se juntam e, então, a entidade é renomeada como Consórcio Intermunicipal do Médio Vale do Itajaí – CIMVI. Os municípios do CIMVI começam a depositar os resíduos sólidos no Aterro Sanitário do SAMAE de Timbó.
  • 2006


    É criado o Circuito de Cicloturismo do Vale Europeu, o primeiro planejado para o segmento no Brasil;
  • 2007


    É criado o Circuito de Caminhante do Vale Europeu, o primeiro planejado para o segmento no Brasil;
  • 2010

    É sancionada, no âmbito federal, a Lei que regulamenta a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), que obriga todos os municípios a fazerem o tratamento adequado dos resíduos gerados;
  • 2012

    Realização de circuitos integrados em parceria com o SEBRAE;
  • 2013


    As cidades de Botuverá, Gaspar e Guabiruba se consorciam, fazendo o CIMVI chegar a 12 cidades;
  • 2015

    Iniciam os trabalhos para implantação do sistema de licenciamento ambiental consorciado;
  • 2016

    O Consórcio CIMVI assume a gestão do Aterro Sanitário, recebendo a gestão do SAMAE de Timbó. Começa o planejamento para o desenvolvimento do projeto de conscientização turística nas escolas.
  • 2017


    Ilhota e Massaranduba se juntam ao CIMVI. Começam as obras da sede própria do CIMVI, em Timbó. Iniciam os trabalhos do setor Ambiental, na questão do licenciamento ambiental consorciado entre os municípios, iniciativa pioneira em Santa Catarina. Realização do I Seminário de Ecoturismo e Turismo de Aventura do Vale Europeu e o I Salão de Turismo do Vale Europeu.
  • 2018


    A sede própria do CIMVI é entregue, apresentando o projeto ‘Parque Girassol’, nova denominação para o aterro sanitário. O programa ‘Vale Muito – Maravilhas do Vale Europeu’, de conscientização turística nas escolas, começa a ser aplicado na região.
  • 2019

    Ano chave para o CIMVI e seus planos. Iniciam as visitas no Parque Girassol. É plantada a semente da coleta seletiva regionalizada, através da campanha ‘Vale Muito Cuidar’. Os primeiros estabelecimentos são certificados no programa de Certificação para o Vale Europeu Sustentável.
  • 2020


    Primeiro ano da coleta seletiva regionalizada.
  • O que vem por aí?

    O Projeto do Parque Girassol dará passos largos na temática da valorização dos resíduos sólidos nos próximos anos, com a instalação da Central de Valorização de Resíduos II, onde os resíduos recolhidos na coleta convencional serão utilizados para a geração de energia, através de biodigestores. O Consórcio CIMVI segue a disposição para realizar, aos municípios consorciados, ações que possam favorecer e facilitar os serviços das prefeituras a sua população.

O que é o Consórcio CIMVI?

O Consórcio Intermunicipal do Médio Vale do Itajaí - CIMVI é um consórcio de Direito Público, multifinalitário, onde 15 municípios são consorciados atualmente. Os principais serviços prestados às cidades são a gestão do turismo da região do ‘Vale Europeu’, a implementação do programa de Licenciamento Ambiental otimizado entre os municípios e o serviço de Educação Ambiental e a Valorização de Resíduos Sólidos, através do projeto ‘Parque Girassol’ e o programa ‘Vale Muito Cuidar’.

Nossos objetivos

1

Otimização das Contratações

2

Maior economia, transparência, inovação e eficiência.

3

Sequência de projetos, independente da troca de governos.

4

Gestão associada de serviços de interesse público.

5

Uso racional dos recursos naturais e proteção ao meio ambiente

6

Gestão do patrimônio urbanístico, paisagístico e turístico.

7

Ações para o desenvolvimento urbano e socioeconômico regional.

8

Aquisição e administração de bens para uso compartilhado.

Um pouco de nossos serviços

Parque Girassol e Gestão de Resíduos Sólidos

O aterro sanitário do CIMVI vem, desde 2017, passando por um amplo processo de reformulação, com o objetivo de realizar a implantação de ações que integram educação ambiental e valorização de resíduos sólidos. Nos próximos anos, o Parque Girassol receberá diversas estruturas, como os Centro de Valorização de Resíduos (CVR) I e II, onde será realizada a triagem de todo o material que chega ao Parque. Em uma próxima etapa, está planejada a construção de usina para produção de Biogás e energia elétrica. O trabalho de educação ambiental acontece diariamente, com visitas de estudantes e comunidade, a fim de conhecer as instalações do Parque Girassol. Os visitantes passam por uma trilha formativa de educação ambiental através da qual conhecem a boa gestão do aterro sanitário, que possibilita a manutenção de um ecossistema equilibrado que pertence a reserva legal do parque.

CIMVI Ambiental
O CIMVI Ambiental desenvolve, principalmente, o serviço de licenciamento ambiental nos municípios consorciados. Ele é um dos instrumentos mais importantes para a proteção do meio ambiente. Seu objetivo é minimizar os impactos ambientais causados por atividades potencialmente poluidoras. A forma consorciada realizada pelo CIMVI é pioneira no estado de Santa Catarina, o que atrai olhares de outras regiões do estado que pretendem implementar um trabalho semelhante. Outro trabalho desenvolvido pelo setor iniciou neste ano: o serviço de Educação Ambiental nos Municípios. Reuniões com gestores das cidades foram realizadas e, a partir disso, foi criada uma Minuta (Lei) de educação Ambiental que já foi enviada para as cidades. Após a aprovação, ela será votada nas Câmaras de Vereadores.
Conselho de Cultura, Esporte e Turismo
O setor de Cultura, Esporte Turismo do CIMVI é responsável pela gestão do’ Vale Europeu Catarinense’, destino turístico que envolve as cidades de Apiúna, Ascurra, Benedito Novo, Botuverá, Doutor Pedrinho, Guabiruba, Indaial, Luiz Alves, Pomerode, Rodeio, Rio dos Cedros e Timbó. O ‘Vale Europeu’ é conhecido, principalmente, pelos seus roteiros de Cicloturismo e Caminhante instituídos a mais de 10 anos (Foram os primeiros no Brasil). Timbó é onde os ciclistas iniciam e finalizam o roteiro de cicloturismo do Vale Europeu, que dura 7 dias passando por 9 cidades. Timbó, também, foi a primeira cidade a receber o projeto ‘Vale Muito - Maravilhas do Vale Europeu’, de conscientização turística nas escolas e que está sendo aplicado em todas as 12 cidades do Vale Europeu em 2019.

Galeria de Presidentes